Arquivos

Ao longo do ano, em vários locais da capital, a Alliance Française de Luanda realiza concertos, palestras, teatro… para propiciar o intercâmbio e a descoberta.

Eyo’nlé Brass Band

No âmbito da III Trienal de Luanda, a Alliance Française de Luanda tem a honra de receber a fanfarra do Benim Eyo’Nle Brass Band.

Os 7 músicos estarão em Luanda para um concerto excepcional

Sábado 18 de Junho, às 21h00 no Palácio de Ferro - Entrada gratuita

Eyo’nlé Brass Band é uma das poucas fanfarras africanas que divulgua internacionalmente a tradição dos instrumentos de sopro oriundos dos países do Golfo da Guiné. No seu repertório, os artistas misturam o Afro Beat Yoruba, o High Life Ganense e as músicas Vaudou (Vodum) do Benin. Com o seu novo álbum,“A Marca do Pai”, Eyo’nlé Brass Band convida-nos para uma viagem única e autêntica, uma descoberta das raízes africanas, com ritmos, danças e cantos. Os cantos evocam problemáticas actuais e celebrações tradicionais (cerimónias do culto Vodum, rituais fúnebres e ritos de iniciação). A banda também revisita sucessos de cantores franceses como Serge Gainsbourg ou Georges Brassens.

O concerto tem o apoio da: Embaixada da França em Angola, Air France, Total E&P Angola, Dimassaba.

A III Trienal de Luanda é realizada pela Fundação Sindika Dokolo. Tem o apoio da: Unitel, Banco Atlântico, Endiama, Gefi, Governo da Província de Luanda, Comissão Administrativa da Cidade de Luanda, Governo da República de Angola - Ministério da Cultura.

Poderá encontrar mais informações sobre o evento através do link : https://www.facebook.com/events/266373620383237/

Bate-papo com Panaibra Gabriel

Sexta-feira, 10 de Junho, às 14h00 no Centro Cultural Brasil Angola (Rua Cerveira Perreira, ao lado do Museu de Antropologia, Bairro dos Coqueiros)

Panaibra Gabriel, bailarino e coreógrafo é um dos precursores da dança contemporânea em Moçambique. O artista irá apresentar a sua obra e o cenário da dança contemporânea no seu pais. O objectivo do encontro também é de conversar com dançarinos, coreógrafos, criadores e productores culturais angolanos para avaliar possíveis intercâmbios na área de artes cénicas, em particular na dança criativa e outras disciplinas artísticas conexas.

As inscrições para o debate em Luanda são limitadas e devem ser feitas através do email culture@afluanda.com

Concerto : Elida Almeida

No sábado, 28 de Maio, a partir das 21h30, o Miami Beach irá acolher o concerto da nova revelação de Cabo Verde, Elida Almeida, que se produzirá pela primeira vez em Luanda. Vencedora do concurso musical "Prix Découverte RFI 2015» (Prémio Descoberta Radio France International), iniciou no 8 de Abril de 2016 uma turnê pela África para comemorar esta victória.

O evento, organizado pela Alliance Française de Luanda e o Miami Beach será gratuito. Terá apoio da Embaixada da França em Angola, a Embaixada do Cabo Verde, a RFI, a Unesco, o Institut Français, a Air France e a Total.

Com apenas 23 anos de idade, Elida Almeida , a nativa da Ilha de Santiago quebrou a maldição de uma infância difícil num álbum luminoso feito pelos ritmos da morna, batuque, funaná e a profundidade das melodias folk e blues. Intitulado “Ôra doci, ora margos” o seu primeiro álbum, composto por 12 faixas, foi lançado em finais de 2014. As músicas estão disponíveis através do Soundcloud da artista:
https://soundcloud.com/africa-nostra/sets/elida-almeida-ora-doci-ora-margos/s-3mHEd

A vinda de Elida Almeida em Angola também é a ocasião de divulgar a abertura das candidaturas para o Prêmio descoberta RFI 2016. O vencedor beneficiará de uma dotação de 10.000 euros, da organização de um concerto em Paris e de uma “tournée” na África. Inscrição através do site : http://www.prixdecouvertes.com/pt/inscricao

Prémio ENSA-Arte 2016

Os nomes dos vencedores do Prémio ENSA Arte 2016 foram revelados no dia 28 de Abril de 2016. A exposição das obras está aberta ao público até ao dia 27 de Maio, todos os dias da semana, das 9 às 17 horas, no Centro Cultural Brasil-Angola, Rua Cerveira Pereira, nº19 - próximo ao Museu Nacional de Antropologia- Bairro dos Coqueiros.

A Cerimónia de Outorga do Prémio ENSA-Arte 2016, que aconteceu no Centro Cultural do Brasil Angola (CCBA), foi presidida pelo Presidente do Conselho de Administração da ENSA, Dr. Manuel Gonçalves e contou com a presença de Membros do Executivo, do Governo Provincial de Luanda, entidades diplomáticas, amantes e fazedores das artes plásticas, além de outros convidados.

Este ano, o grupo de jurados foi composto pelo crítico francês de artes, Timothée Chaillou, os artistas plásticos Francisco Van-Dúnem (Van) e Marcela Costa, o Director da Alliance Française de Luanda, Paul Barascut, para além do Director de Marketing (DMK) da ENSA, Tito Mateus O artista plástico, Miguel Gonçalves foi o Comissário do Prémio e Curador da Exposição.

O grande prêmio pintura foi atribuído a Ângelo de Carvalho Júlio.

O grande prêmio escultura foi atribuído a Maiomona Eduardo Pereira Vua.

O prêmio Alliance Française foi atribuído a Ricardo Kapuca Alfredo Ângelo, que foi agraciado com uma residência artística de um mês em França!

CONFIRA OS PRÉMIOS ATRIBUÍDOS:

Pinturas: http://bit.ly/1TieKT9

Esculturas: http://bit.ly/1Y4F0Vj

Pages